O Bitcoin já está circulando no mercado desde 2008, quando foi criado, e seu processo de valorização em um curto espaço de tempo atraiu investidores e olhares curiosos. Vamos descobrir hoje o tamanho do Bitcoin e como a criptomoeda está crescendo e conquistando espaço no mercado.

Tamanho do Bitcoin

Tamanho de mercado de ativos e moedas

Considerando o tamanho de mercado, o ouro ainda é o maior sistema monetário do mundo com quase U$ 8 trilhões em capitalização em 2019. Mas em termos de comparação de bases monetárias de países, por exemplo, é possível perceber o crescimento do Bitcoin e observar como a criptomoeda está avançando e ultrapassando diversos países.

Quando comparamos a base monetária, estamos nos referindo ao montante total de moeda em circulação, ou que está guardada nos bancos centrais dos países. Os EUA, por exemplo, estão em quarto lugar com uma base monetária de 3,4 trilhões.

E o Bitcoin? É a oitava maior moeda do mundo! E com um valor de mercado aproximado de U$ 162 bilhões após 10 anos de criação. É muito impressionante não? Apenas a título de comparação, o Bitcoin já possui uma base monetária maior que países como a Rússia, o Brasil e o Canadá.

E as projeções de crescimento ainda se mantém. Ou seja, é provável que o Bitcoin continue avançando posições e crescendo a passos largos no mundo todo. O valor de mercado do Bitcoin também é atrativo. Ao compararmos o seu tamanho com o de empresas conhecidas você perceberá o potencial dessa criptomoeda.

Ativo Valor de mercado
Bitcoin $ 172 bilhões
Facebook $ 684 bilhões
Ouro $ 11 trilhões
Mercado de ações $ 89 trilhões
Fonte: Messari (Jul 2020), Yahoo Finance (Jul 2020), Visual Capitalist (May 2020),

E as outras criptomoedas?

O Bitcoin é uma das diversas criptomoedas que contribuem para a revolução na economia e corresponde a quase 50% do total de criptomoedas existentes no mundo, como a Ethereum, Litecoin e Dash.

 O fato de ser a moeda pioneira contribui para essa grande representação no mercado, porém outras moedas e altcoins vêm ganhando espaço. No geral eles possuem custo mais baixo e picos de valorização e também são consideradas boas opções de investimento.

Quais fatores explicam o tamanho do Bitcoin?

A facilidade de uso, o avanço tecnológico, baixas ou nenhuma taxa de transação são fatores que ajudam no crescimento das criptomoedas.

O contexto econômico atual, com intervenções por bancos centrais em governos e o potencial de inflação de moedas fiduciárias acelerados pela pandemia e pela crise econômica também foram favoráveis para o aumento da demanda por criptomoedas.

Isso ocorreu porque o Bitcoin, por exemplo, é uma moeda descentralizada, pouco suscetível a pressões externas e a processos inflacionários. Além disso, o processo de supervalorização pelo qual a criptomoeda passou nos últimos anos atraiu diversos investidores e usuários.

O que esperar do futuro

A expectativa é de que o Bitcoin continue em ritmo de crescimento, expandindo suas possibilidades de uso e de investimentos.

Vale lembrar que, além de poder ser usado como ativo de investimento, para estratégias de Day Trade, ou Buy and Hold, por exemplo, a criptomoeda pode ser usada para envio de remessas internacionais ou para atividades do cotidiano com a ajuda de instituições adequadas.

Especialistas acreditam que o segmento de criptomoedas poderá integrar o mercado financeiro tradicional, sendo considerada uma classe de ativos com vários potenciais de aplicações.

Além de poder ser um nicho específico de reserva de valor, como o ouro, a tecnologia pode lhe ser útil e abrir novos espaços no mercado. Isso porque a tecnologia de blockchain utilizada nas transações de criptomoedas pode ser usada para outras operações como contratos inteligentes, por exemplo. Ou seja, o futuro é promissor para o Bitcoin e para a criptoeconomia.

Onde está o Bitcoin?

Mas um mercado do tamanho do Bitcoin, com todo um potencial de crescimento, está hoje na mão de quem?Em 2018, o banco Credit Suisse analisou o mercado cripto e descobriu que 97% dos Bitcoins em circulação estão detidos por 4% endereços. Endereços nesse caso são corretoras, carteiras virtuais e pessoas.

E o que isso significa? Significa que essa concentração de mercado confere à esses “endereços” um enorme poder e influência de mercado. Isso pode restringir o fluxo e a disponibilidade da moeda, e os movimentos desses poucos atores impactam todo o mercado. Esses grandes detentores de criptomoedas são chamados de ‘baleias’ porque suas decisões podem afetar todo um mercado. O mesmo fenômeno também foi identificado com outras criptomoedas como Ethereum, Ripple e Litecoin indicando concentração de riqueza nas mãos de poucos detentores.

Compreender esses movimentos e o perfil do mercado é  muito importante ao investir e usar criptomoedas.

E você, já está aproveitando tudo que o Bitcoin tem para te oferecer? O Alterbank pode te ajudar e oferecer serviços que facilitem seu uso, seja para formas diversas de investimentos, ou para atividades do cotidiano.

Ainda não abriu conta? Não perca tempo e venha movimentar a criptoeconomia.