Para facilitar o uso do Bitcoin no seu dia a dia, criamos um checklist para você. Vamos repassar pontos importantes como formas de investir, de comprar e de armazenar a criptomoeda para que você tome decisões bem informado.

Checklist de como usar Bitcoins

Informe-se

Estude e consuma todo o material que puder sobre a criptomoeda que você quer investir. No caso do Bitcoin, entenda o que é o Bitcoin, como é operacionalizado e como funciona a tecnologia do blockchain.

Entender os movimentos da moeda também é importante porque com essas informações você aprende como lucrar ou poupar com o Bitcoin. Os choques de oferta que também afetam no seu valor, condicionados por eventos como o Halving, também são pontos importantes de análise.

Entender todos esses conceitos é importante para você descobrir como o Bitcoin pode ser interessante para você, seja como um ativo de investimento, de trading ou como uma moeda alternativa descentralizada para que você usar no seu cotidiano.

O Alterbank  pode te ajudar a tomar decisões informadas ao investir em Bitcoins fornecendo análises relevantes sobre o comportamento da moeda e com  materiais didáticos para te auxiliam nesse processo.  

Escolha como comprar sua criptomoeda

Agora que você já está informado sobre a criptomoeda e sobre a criptoeconomia, é hora de escolher como você pretende usar a moeda.

Você pode utilizar o Bitcoin como uma moeda de fato, ou seja, como um meio de pagamento. Para isso você precisa encontrar estabelecimentos que aceitem o Bitcoin como pagamento de produtos e serviços.  

Existe de fato um número crescente de comércios que estão aceitando o Bitcoin por todo mundo.

Mas enquanto esse fenômeno não se dissemina por completo, você também pode escolher uma instituição que permita realizar este tipo de operação. Com o Alterbank você pode realizar compras no supermercado, por exemplo, com um cartão VISA e ainda pagar com seus Bitcoins.

Outra alternativa de uso é investir no Bitcoin a longo prazo. E como fazer isso? Você pode comprar o Bitcoin e segurá-lo por mais tempo. Desta forma você está utilizando a criptomoeda como um ativo de investimento a longo prazo, e aproveitando de seus processos de valorização.  

Outra forma também utilizada, ainda na categoria de investimentos, é investir no Bitcoin aproveitando suas oscilações de preço diárias. Desta forma, ao invés de comprar e segurar a moeda, você a negocia de acordo com as flutuações que ocorrem durante o dia. Essa alternativa se chama Day Trading e também é uma alternativa interessante de uso e mais indicada aos investidores dispostos a correr riscos.

Escolha sua carteira

A principal recomendação é que você guarde seus bitcoins em uma carteira, também chamadas de wallets. Já falamos por aqui que as wallets são utilizadas para armazenar criptomoedas. Com uma carteira é possível transacionar as cripto, consultar os saldos virtuais e realizar transações no dia a dia.

Essas carteiras digitais armazenam as chaves públicas e privadas que dão acesso ao seu saldo. Chaves são as sequencias numéricas de letras e números que te dão acesso ao seu criptoativo.

Você ainda pode escolher algumas categorias de carteiras de acordo com o seu perfil e com a sua utilidade: carteiras quentes e carteiras frias.

As carteiras quentes são carteiras online, que possuem ligação direta com a internet. Essa modalidade garante maior praticidade, mas pode ser mais vulnerável.  Como estão sempre disponíveis, estas carteiras possuem maior velocidade para realizar transações.

Já as carteiras frias, por consequência, são as carteiras que operam offline e não possuem conexão com a internet. São recomendadas para armazenar maior quantidade de criptomoedas, mas perdem na praticidade e nas opções de operação.

Um ponto importante é ficar atento no tipo de instituição que oferece as carteiras. Conheça suas taxas e sua reputação, e sua estrutura de segurança

Compra de Bitcoins

Agora que você já decidiu para que pretende usar o Bitcoin e onde vai armazená-lo, vamos entender as opções de compra e venda da moeda.

Você pode adquirir Bitcoins de três formas.

A primeira delas é minerar e para isso é necessário ser proprietário de uma máquina que realize os testes computacionais que validam transações da criptomoeda e são recompensados com Bitcoins a cada bloco minerado.

A segunda opção é realizar um cadastro em uma corretora ou exchange para trocar moedas como Real ou Dólar por Bitcoins. Este serviço também é fornecido pelo Alterbank, por exemplo.

A terceira opção seriam as transações de peer-to-peer (P2P), também conhecido como ponta-a-ponta. Nesta modalidade, é possível negociar diretamente com uma pessoa e trocar seu dinheiro por Bitcoin.

Como gastar

Você pode utilizar o Bitcoin para transações diretas, no caso de transferir o valor diretamente para uma pessoa. Essas transações são chamadas de peer-to-peer e para realizá-la você só precisa do endereço da carteira de criptomoedas desta pessoa (ou possuir um endereço da sua própria carteira) para efetuar essa transação.

Você também pode enviar remessas internacionais sem limite de valor, sem limite de horário e, principalmente, sem restrições territoriais.  O modelo possibilitado pelo Bitcoin é prático e instantâneo

Já falamos um pouco antes sobre a possibilidade de gastar Bitcoins em alguns serviços e comércios. E com a ajuda de uma instituição que facilite esse processo, como o Alterbank, você pode gastá-los em atividades do seu cotidiano com muito mais facilidade.

Você percebeu que o Alterbank pode te acompanhar em todos esses passos, fornecendo as informações necessárias e uma plataforma segura e confiável para que você possa comprar, negociar e armazenar os seus Bitcoins. Além disso, o Alterbank te proporciona uma experiência única para utilizar suas criptomoedas na sua rotina e na economia convencional. Se você ainda não abriu a sua conta, não perca tempo!