Alguns dos principais questionamentos sobre a criptoeconomia é entender se o Bitcoin é seguro e como ele funciona. Por conta disso, e para facilitar todos esses tópicos para você, vamos retomar os pontos principais sobre criptomoedas e responder às principais dúvidas sobre esse tema.

Vamos do começo: o que é Bitcoin?

O Bitcoin é uma moeda digital que permite realizar transações sem precisar de terceiros para funcionar, como bancos ou outras instituições financeiras para intermediar as transações. O Bitcoin permite que seu usuário realize transações sem limites territoriais e também sem restrições sobre a quantidade transferida.

Isso significa que seu usuário possui maior liberdade para realizar suas transações, e mais privacidade também, isso porque essas transações podem ocorrer de forma anônima.

O Bitcoin foi criado em 2009 e possui um sistema de segurança muito fortalecido que registra suas transações em um sistema global chamado Blockchain.

O que é necessário para começar a investir?

Antes de começar a investir é preciso considerar alguns pontos sobre o seu perfil de investidor, sobre Bitcoins e sobre a criptoeconomia. É preciso atenção, planejamento e conhecimento para que o investimento seja realizado de forma adequada e inteligente. 

Por conta disso é muito importante estudar e entender sobre como as criptomoedas funcionam, suas operações e seus riscos. E também entender qual o seu perfil de investidor na criptoeconomia, para que você encontre a melhor forma de usar e de investir em Bitcoins.

Onde compro Bitcoin?

Existem três formas de adquirir Bitcoins.

A primeira delas diz respeito ao processo de mineração de Bitcoins. Lembrando que minerar é o ato de gerar novos Bitcoins ao resolver problemas criptográficos com um computador ou hardware específico.

Para isso é necessário ser proprietário de uma máquina que realize os testes computacionais que validam transações da criptomoeda. A recompensa desse processo de mineração é uma quantidade de Bitcoins a cada bloco minerado. No entanto, esta atividade no Brasil é muito cara por conta do custo com eletricidade.

A segunda opção é realizar um cadastro em uma corretora ou exchange para trocar moedas como Real ou Dólar por Bitcoins. A exchanges são as instituições licenciadas onde se é possível comprar, vendar e transacionar as moedas digitais. Esta é uma forma segura de realizar a compra de Bitcoins. Este serviço também é fornecido pelo Alterbank, por exemplo.

A terceira forma são as transações peer-to-peer (P2P), também conhecida como ponta-a-ponta. Nesta modalidade é possível negociar diretamente com uma pessoa e trocar seu dinheiro por Bitcoin. No entanto, muito embora essa modalidade possa parecer mais barata, não existe garantia de que o indivíduo enviará Bitcoins após receber o seu dinheiro.

Como posso usar os Bitcoins?

Você pode utilizar o Bitcoin de diversas formas.

Existe a possibilidade de usar a moeda como uma forma de investimento com alto potencial de retorno. Por conta dos processos de valorização do Bitcoin e também devido ao seu caráter oscilatório, as criptomoedas e o Bitcoin estão despertando o interesse de investidores dispostos a correr riscos.

Dentro desta opção, é possível realizar transações de Day Trade, em que as oscilações diárias da moeda podem garantir altos retornos aos investidores.

E também é possível comprar a criptomoeda e esperar valorizar. Essa estratégia é conhecida como Buy and Hold e pode garantir um investimento rentável aos investidores interessados.

Você também pode utilizar o Bitcoin como uma moeda comum, e realizar transações cotidianas como pagamento de contas, recarga de celular e para fazer uma compra em um supermercado. Para tanto, é necessário se cadastrar em uma instituição que permita realizar todas essas transações de forma segura, simples e transparente, como o Alterbank.

Bitcoin é lucrativo?

O Bitcoin pode ser uma opção de investimento muito lucrativo e as criptomoedas no geral estão sendo observadas como uma boa alternativa de investimento por não serem controladas por nenhum governo ou instituição financeira. Ou seja, elas estão alheias às interferências governamentais, e às políticas monetárias controversas, por exemplo.

Por que escolher Bitcoin?

Enquanto alguns investimentos tradicionais não estão apresentando um retorno promissor neste período, o Bitcoin está se destacando como alternativa segura e rentável de investimento  e mostra que sim, é possível faturar no mercado de Bitcoin.

Além disso, sua característica descentralizada e o fato de ser considerada uma moeda extremamente segura, conquistaram vários investidores e usuários para transações cotidianas, e para investimentos mais robustos.

Bitcoin é seguro?

A segurança do bitcoin está atrelada à sua criptografia. Seus códigos complexos compõem um sistema muito seguro e de difícil decifração.

Vale lembrar também que este é um período em que diversas opções de investimento aparecem prometendo enriquecimento rápido ou fórmulas mágicas para enriquecer do dia para a noite. Para não cair em armadilhas, é preciso realizar suas operações em instituições confiáveis, seguras e transparentes.

Os clientes Alterbank contam com uma instituição segura que oferece formas de armazenar sua carteira de criptoativos e meios de usar seus Bitcoins no dia-a-dia com um Cartão Internacional VISAque conectam estes investimentos ao mundo tradicional. 

Ainda ficou com alguma dúvida sobre Bitcoins ou sobre criptomoedas? Entre em contato com a gente e confira nossos materiais e conteúdos que explicam a criptoeconomia de um jeito simples e prático para você.

E se você ainda não tem uma conta Alterbank, agora é a hora!

SELIC baixou para 2,25%

A taxa Selic é o indicador central das taxas de juros do Brasil, e desde o ano passado está em trajetória de queda. Hoje, a SELIC atingiu sua mínima histórica e trouxe consigo diversos efeitos no mercado financeiro brasileiro poucas vezes observado. Essa nova condição da taxa de juros gera muitas oportunidades para investimentos de alto risco, como a Bolsa de valores e investimentos em criptomoedas.

Leia Mais

O avançar da tecnologia impacta diretamente a forma como lidamos com o dinheiro, desde a criação das primeiras agências bancárias e das cédulas de papel, os meios de pagamento vem evoluindo e sendo desenvolvidos com o passar do tempo. Atualmente não é mais necessário ir a uma agência bancária, por exemplo, para efetuar uma transação financeira, já que diversos bancos oferecem contas digitais, bem como não há mais a necessidade de andar com dinheiro em espécie. Tudo isso devido a facilidade e popularização no uso de cartões de débito e crédito, o que demonstra um caminhar rumo à digitalização já iniciado.

Leia Mais